Array ( [0] => 610 )

Exposição Balenciaga em Londres

Conheça a exposição Shaping Fashion, ocorrida no Museu Victoria & Albert.

Acontece Pompéia Março, 2018

A Pompéia participou da semana de moda de Londres (confira o post aqui) e aproveitou para conferir de perto a exposição Balenciaga: Shaping Fashion, ocorrida no Victoria e Albert Museum.

Vestido de seda de tafetá, Cristóbal Balenciaga, 1955, Paris, França. Museu no. T.427-1967. © Victoria and Albert Museum, Londres

 

A exposição (encerrada em 18 de fevereiro) resgatou o trabalho e o legado do estilista espanhol, Cristóbal Balenciaga, que fundou sua grife em 1919 e se tornou um dos nomes mais importantes e influentes da moda no século passado.

 

 

A mostra expôs mais de 100 peças elaboradas pelo estilista, entre roupas, acessórios e fotografias de sua trajetória, clicadas por nomes renomados como Richard Avedon e Henri Cartier-Bresson

 

Cristóbal Balenciaga no trabalho, 1968, Paris, França. Fotografia de Henri Cartier-Bresson. Fotos de © Henri Cartier-Bresson / Magnum

 

Elise Daniels com artistas de rua, paleto de Balenciaga, Le Marais, Paris, agosto de 1948. Fotografia de Richard Avedon. © The Richard Avedon Foundation

 

A exposição, concentrada no período entre anos 50 e 60, resgatou a última parte da longa carreira do estilista, seu período mais criativo, quando ele vestiu algumas das mulheres mais famosas da época, tornando-se referenciado por nomes como Coco Chanel e Christian Dior, e influenciando outros tantos como Oscar de La Renta.

“Sua maior contribuição foi a maneira que ele transformou a forma – as saias tulipa, mangas raglan, formas volumosas que libertaram as mulheres de silhuetas tradicionais como a ampulheta”, explica a curadora Cassie Davies-Strodder, para o portal FFW. “Ele foi o primeiro a fazer o tubinho, uma peça que hoje todo mundo tem no armário, mas que na época foi criticada pela imprensa. Ficaram chocados com o modelo, que não acentuava a cintura”.

 

 

A primeira parte da exposição deu destaque a peças como conjuntos, vestidos e chapéus pertencentes a atrizes e mulheres ricas. Já a segunda parte explorou todo o legado deixado por Balenciaga, presente até hoje nas criações da grife.

Curtiu? Fique por dentro de notícias e lançamentos da Pompéia acessando o Pompéia Fashion Club.

Comentários